Wishlist
Precisa de estar autenticado para usar a Wishlist.

Dos 2 aos 3 anos

2 anos – 2 anos e 3 meses

Desenvolvimento cognitivo
Elabora cenários simples de faz de conta, mas já com detalhes (atividades frequentes do seu dia-a-dia)
Utiliza a maior dos seus brinquedos reconhecendo a sua função primordial
É seletivo na escolha dos brinquedos para as suas brincadeiras
Começa a reconhecer letras do alfabeto (apenas a sua forma)
Assinala detalhes das imagens dos livros
Encontra formas iguais
Reconhece pessoas conhecidas em fotografias
Demonstra conhecer as suas rotinas diárias

Linguagem
Aumenta a compreensão de palavras que indicam ação
Aponta para três ou mais partes do seu corpo
As suas frases faladas já utilizam duas ou três palavras na grande maioria das vezes
É capaz de pedir ajuda verbalmente para suprimir as suas necessidades pessoais – os adultos já não devem aceitar o simples apontar!
Utilize a forma possessiva (“meu”)

Desenvolvimento Psicomotor
Manipula massas de moldar suaves – está a aprender a controlar a sua mão como ferramenta criadora/ transformadora!
Vira as páginas dum livro uma a uma
Esboça as primeiras linhas horizontais
Começa a conseguir propulsionar o triciclo (sem pedais) para a frente
Desce quarto degraus corretamente com o apoio da parede ou do corrimão
Salta dum objeto a cerca de 20 cm de altura
Corre
Tenta agarrar uma bola grande com as mãos

Desenvolvimento sócio afetivo
Defende o que é seu – começam as “lutas” pela posse dos brinquedos na creche!
Demonstra empatia – reconhece o que os outros estão a sentir
Revela comportamentos de dependência dos adultos próximos
Diz “não”, mas faz na mesma o que lhe pedem
Abre o seu leque de relações a novas pessoas (sobretudo adultos)
É muito centrado sobre si próprio
Frustra-se com muita facilidade (especialmente os meninos) – mais paciências papás!

2 anos 3 meses – 2 anos e 6 meses

Desenvolvimento cognitivo
Brinca junto de outras crianças, ainda que por norma não entre em interação direta com elas
Fala com outras crianças enquanto brinca
Partilha os seus brinquedos com outras crianças
Monta puzzles simples com doze peças (cubos ou peças sem encaixe)
Sabe distinguir entre “menino” e “menina”
Identifica partes do corpo e as suas funções
Se tiver muitos brinquedos junto de si já é capaz de dar um
Consegue permanecer concentrado a ouvir uma história breve

Linguagem
Identifica objetos pelas suas funções
Compreende tamanho (grande/ pequeno) e o conceito de “um”
Percebe expressões de localização
Usa expressões na negativa – por exemplo “não há sumo”
Já conhece uma cor

Desenvolvimento Psicomotor
Enfia duas ou quatro peças pequenas (contas) num fio – está a desenvolver a coordenação olho-mão
Começa a cortar papel com uma tesoura (pequenos  golpes)
Desenrosca a tampa duma embalagem
Empilha oito cubos
Anda na ponta dos pés
Dá um pontapé numa bola, projetando-a a uma distância maior

Desenvolvimento sócio afetivo
Imita as atividades dos adultos
Reproduz a vida real com bonecos
As birras estão no pico
Mostra orgulho com a sua roupa (“vaidoso”)
Pode desenvolver medos súbitos
É muito centrada em si própria
Frustra-se muito facilmente
Tem dificuldade em escolher entre alternativas

2 anos e meio – 2 anos e 9 meses

Desenvolvimento cognitivo
Representa atividades pessoais pouco frequentes
Faz de conta que é o cuidador (pai/ mãe)
Fala com os seus bonecos
Emparelha cores primárias iguais
Categoriza formas geométricas simples
Empilha argolas em tamanho decrescente
Completa puzzles mais complexos (cubos ou peças sem encaixe)
Folheia e observa livros quando está sozinho
Sabe o que representa “dois” (quantidade)

Linguagem
Consegue realizar uma ordem com dois passos distintos.
Chega a idade dos “porquês” – a curiosidade e o espírito explorador passam agora para o plano verbal
Dá respostas “sim”/ “não” de forma contextualizada
Compreende adjetivos ainda que de forma muito simples e dicotómica (“bom”/ “mau, “bonito”/ “feio”…)
Usa o plural, preposições e faz ajustamentos de género à palavra

Desenvolvimento Psicomotor
Desenha um círculo
Enfia contas mais pequenas num fio
Apanha uma bola atirada na sua direção fazendo com que bata primeiro no seu peito
Salta para a frente uma distância de 30cm
Sobe uma escada (um degrau de cada vez) sem se apoiar na parede ou no corrimão

Desenvolvimento sócio afetivo
Revela alguma independência – ir à casa-de-banho, vestir, comer, entre outras, são atividades que começa a dominar
Demonstra emoções de forma extremada
Revela dificuldades nas transições
Insiste na realização das mesmas rotinas; tem dificuldade em aceitar a transição para atividades novas mais ajustadas às suas novas competências – esta é uma fase de transição importante em que a criança começa a relacionar-se com o mundo para além do circulo familiar e seguro: por um lado sente a insegurança do desconhecido, por outro lado necessita dessa experiência para continuar a crescer
É incapaz de escolher entre alternativas
Resiste à mudança
Responde melhor ao humor do que à disciplina

2 anos e 9 meses – 3 anos

Desenvolvimento cognitivo
Brinca de faz de conta reproduzindo situações familiares, mas muito frequentemente altera o seu final
Introduz sequências não planeadas – dá lugar ao “fazer diferente”
Empenha-se no jogo social (faz atividades similares às de outra criança, mas sem um objetivo definido – apenas imita)
Identifica objetos que sejam maiores ou menores
Identifica e categoriza cores; aponta a cor correta quando nomeada
Identifica seis partes do corpo num boneco

Linguagem
Demonstra interesse em conhecer o funcionamento das coisas (para além do porquê!)
Consegue interpretar uma ordem com três passos
Consegue já estabelecer um diálogo; fala com frases completas simples e compreende frases complexas
Reconhece e refere-se ao passado, sendo capaz de contar episódios recentes que se passaram consigo

Desenvolvimento Psicomotor
Consegue apanhar uma bola grande com as duas mãos, mesmo sem que ela bata no seu tronco
Constrói uma torre com nove cubos
Empurra e puxa objetos de grandes dimensões em torno de obstáculos
Salta duma plataforma a 18" de altura

Desenvolvimento sócio afetivo
Fica orgulhoso das suas conquistas e oferece resistência à ajuda – “eu sei fazer sozinho!”
Participa em atividades de grupo, normalmente dinamizadas por um adulto
Procura aprovação dum adulto de referência
É incapaz de escolher entre alternativas
Resiste à mudança

Voltar à página inicial

Últimas Notícias via Facebook