Wishlist
Precisa de estar autenticado para usar a Wishlist.

Refletir Sobre o Comportamento… na escola

AK20801
Jogo de associação com o objetivo de ensinar à criança quais os comportamentos adequados em contexto de sala de aula e em relação aos seus pares. Este jogo consiste em relacionar dezassete pares de atitudes, de forma a identificar a certa e a errada.
Equipado com sistema de autocorreção no verso de cada cartão.
Brevemente
1 já votou
€14,35 Sócio:
€12,92
Adicionar
+1
Pequeno Grupo
3+
pt es en fr

Dimensões do Produto

9 cm
9 cm
Estratégias para a refletir sobre os comportamentos
pimpumplay
Este jogo foi desenvolvido no seguimento dos jogos “Resolução de conflitos...”. Incluímo-lo na nossa seleção porque permite reavivar na criança o trabalho que possa ter sido feito com os seus predecessores.
O que se procura aqui é que a criança após ter explorado as diferentes possibilidades de resolução de conflitos (e consciente das suas consequências) possa agora, numa situação de jogo individual, refletir sobre essas mesmas ações, sobre o pretexto de um jogo, que pode aliás ser corrigido por ela própria.
Assim seria certamente interessante que este jogo estivesse arrumado junto aos jogos do ‘dia-a-dia’, para ser usado com frequência… E que, de vez em quando, fosse jogado com um adulto, ou se pedisse a dois colegas para o jogarem em conjunto e depois contar a sua experiência ao restante grupo.
Já experimentou pedir aos seus filhos ou aos seus alunos para apresentarem um jogo da sua coleção à família ou à turma? Explicar as regras e o propósito de um jogo – especialmente nestes jogos com uma componente de ‘pedagogia social’ – é uma forma de não só reforçar a auto-estima da criança, mas também de desenvolvimento da sua capacidade cognitiva/ linguística. Se na primeira vez não correr bem, ajude a criança a compreender a lógica e a organizar o seu pensamento em relação ao jogo… da próxima correrá certamente muito melhor!
Deixe as crianças mais ‘agitadas’ jogar livremente, mas pergunte-lhes, de vez em quando, como está a correr. Não faz mal se fizerem batota, mas isso deve ser utilizado para discutir de forma aberta e descontraída: “Não acredito que não soubesses essa resposta… É claro que sabias!”. Lembre-se que estas crianças vivem uma parte significativa da sua vida, no munda da ação, sendo comum que adotem posturas ou comportamentos irrefletidos. Este jogo pode ser então uma forma simples de os deixar a pensar nas nesses comportamentos.
Tem de iniciar sessão para comentar.

Comentários

Nenhum comentário. Deixe o seu!